Justiça nega Habeas Corpus a juiz aposentado que atirou no irmão, em Imperatriz (MA)

A justiça decidiu negar o recurso depois que as investigações apontaram que crime foi premeditado por Erivelton

Imagem: arquivo/TV Difusora Sul

A Tribunal de Justiça do Maranhão  negou o pedido de Habeas Corpus do juiz aposentado,Erivelton Cabral,  acusado de tentar matar o seu próprio irmão, no último dia 17 de setembro, no Yate Clube , na cidade de Imperatriz (MA).

Com a decisão Erivelton Cabral segue preso. Ele foi preso previamente um dia após a tentativa de homicídio que foi registrada pelas câmeras de segurança do local. Depois da prisão vários áudios em que ele ameaça o irmão  e várias autoridades , viralizaram nas  redes sociais.

A justiça decidiu negar o recurso depois que as investigações apontaram que crime foi premeditado por Erivelton . Outro homem, um taxista, é acusado de ter ajudado ele  na tentativa de homicídio.

 A polícia acredita que o principal motivo do crime seria a disputa de herança pelos dois irmãos. Inclusive as investigações dão conta de  Erivelton já vinha ameaçando seu irmão desde o início do ano, época em que ele foi preso por porte ilegal de armas.

O juiz aposentado já foi delegado de Polícia Civil em Imperatriz, Procurador do Estado do Maranhão e juiz no estado do Tocantins. Ele se aposentou no início deste ano, mas já se envolveu em várias ocorrências policiais.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here