Às vésperas da votação da denúncia, Temer intensifica divulgação de vídeos em redes sociais

Em dois dias, presidente publicou três vídeos nos canais do Planalto na internet. Na quarta (2), Câmara deve analisar acusação de corrupção passiva contra o peemedebista.

Presidente Michel Temer (Foto: Beto Barata/PR)

Após liberar bilhões de reais em emendas e distribuir cargos a aliados políticos, o presidente Michel Temer recorreu às redes sociais nos dias que antecedem a votação, no plenário da Câmara, da denúncia por corrupção passiva. Nos últimos dois dias, Temer já publicou três vídeos na internet para destacar pontos que ele avalia como positivos de seu governo.

A estratégia de propaganda virtual foi intensificada na semana em que o o Ibope divulgou pesquisa que aponta o governo Temer como o mais impopular da série histórica do instituto, que teve início em 1986. Segundo o Ibope, apenas 5% dos entrevistados pelo instituto avaliaram a gestão do peemedebista como ótima ou boa.

Em um esforço para tentar reverter sua baixíssima popularidade e atrair mais votos na Câmara, Michel Temer disparou três vídeos na web em menos de 24 horas.

Nas últimas semanas, ele já vinha utilizando as redes sociais para tentar se comunicar com os internautas, mas, até então, os pronunciamentos presidenciais na rede mundial vinham se limitando a um vídeo publicado geralmente às sextas-feiras com uma espécie de balanço da semana.

Nesta semana, com o desgaste dos números do Ibope e a iminência da votação da denúncia na Câmara, a comunicação do governo decidiu fatiar em vários vídeos a fala do presidente, que, em todas as gravações, usa a mesma roupa – um suéter azul claro sobre uma camisa azul e branca xadrez – em um mesmo cenário, que tem as bandeiras do Brasil e da República ao fundo.

O mais recente vídeo de Temer – publicado na manhã deste sábado (29) no Twitter e no Facebook – é um pronunciamento, em tom de propaganda de governo, no qual o presidente enaltece a queda da inflação e dos juros e destaca o crescimento da produção industrial a outra metade será paga em novembro, informou o presidente.

Nesta sexta, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que o desemprego no país ficou em 13% no trimestre encerrado em junho. Segundo o levantamento, o Brasil tinha 13,5 milhões de desempregados.

“É o trabalho do meu governo para gerar empregos que começa a dar resultados, e, acreditem, é apenas o começo”, disse o presidente.


Warning: A non-numeric value encountered in /home1/folha601/public_html/folhadoma.com/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 1008

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here